Gestão dos Ativos Produtivos e o TPM – Total Productive Maintenance

Gestão dos Ativos Produtivos e o TPM – Total Productive Maintenance

A visão de gerenciamento de ativos produtivos vem ganhando importância a medida que cresce a demanda por mais segurança nas operações, por proteção ao meio ambiente, por garantia de qualidade, por integridade dos equipamentos e instalações e por produtos altamente confiáveis.

A Gestão de alta performance dos ativos produtivos promove a integração de todos os requisitos das operações, conciliando as políticas de responsabilidade social com altas taxas de retorno dos investimentos aplicados em ativos.

É imperativo assegurar altas taxas de disponibilidade e utilização dos ativos e ao mesmo tempo otimizar a relação custos x resultados. Os ganhos devem ser sustentáveis para garantir a sobrevivência da Empresa em mercados cada vez mais competitivos e globalizados.

A Gestão de Ativos deve ser um modelo construído com as diversas visões integradas, Qualidade, Segurança, Meio Ambiente, Melhoria Continua, Manutenção, Novos Projetos, Processos Produtivos, Capacitação e Aprendizagem. O modelo de gestão de ativos existente e comprovadamente  aplicado com sucesso, quando corretamente implementado é o TPM – Total Productive Maintenance, desenvolvido originalmente pela JIPM – Japan Institute of Plant Maintenance.

A versão original do TPM tem um viés operacional, isto é, foco nos meios utilizados para implementação. Os processos são bem desenvolvidos e detalhados, distribuídos em etapas, facilitando suas aplicações e possibilitando o monitoramento constante e simples. Esta característica torna os treinamentos objetivos e graduais e o desenvolvimento das pessoas ocorre equilibradamente no ritmo da evolução das aplicações. Nas técnicas de gestão ainda há campo para desenvolvimento, por exemplo, custos, logística, documentação, capacidade, produção e outros.

Algumas Empresas, até grupos multinacionais, utilizam o TPM como o modelo básico para a gestão dos ativos produtivos, adaptado as suas necessidades e características e complementam com as técnicas de gestão  mais avançadas que atendem os quesitos legais locais e Sistema de Gestão Global da Empresa.

Autor: Osvaldo Guedes – Diretor do KIBR

Recent Posts

 
arrow up