Desmistificando os Ciclos de Melhoria

Desmistificando os Ciclos de Melhoria

Em muitas organizações é aplicado o ciclo de melhoria PDCA, desenvolvido inicialmente por W. A. Shewart e consagrado por W. E. Deming.

O PDCA basicamente foca no Planejar-Fazer-Verificar-Consolidar. Esse ciclo inicia-se no Planejar, e é indicado principalmente em processos ou fábricas onde se estão planejando mudanças, novos desenhos de processo ou até mesmo novas plantas.

É focado principalmente no PLANEJAMENTO, seguindo a execução, verificação e, finalmente, a consolidação e padronização daquilo que foi modificado ou criado.

Já o Ciclo Deming invertido, mais conhecido como Ciclo CAPDo (Verificar-Analisar-Planejar-Fazer) apresenta primeiramente o Checar. Ele se baseia no princípio de haver um problema real em que não está determinada a causa-raiz, é checada a sua existência no Gemba (Local de Trabalho) e consequente busca da(s) causa (s)-raiz e desenvolvimento de ações para mitigar.

A diferença é sutil não é mesmo? Em um, as ações são planejadas conforme uma nova visão desejada, e no outro são buscadas as razões para um problema existente e consequente melhoria.

Na rotina de gestão das organizações, grande parte das atividades do dia-a-dia é tomada com problemas repetitivos que não são devidamente solucionados. Nesses casos, o Ciclo CAPDo é muito aplicável e efetivo.

Autor: Daniel Lorenzon

Recent Posts

 
arrow up